As curiosidades do arquipélago brasileiro de Trindade e Martim Vaz






Pense numa ilha longe!



O arquipélago de Trindade e Martim Vaz é mais um dos paraísos tropicais pertencentes ao território brasileiro. Está a uma distância de quase 1200 Km ao leste de Vitória, capital do Estado do Espírito Santo. O arquipélago fica ao sul do Oceano Atlântico e possui 2 ilhas principais: Trindade e Martim Vaz. Mas apenas a ilha de Trindade é habitada possuindo um posto oceanográfico (Poit), uma pequena base militar da Marinha do Brasil onde pesquisadores ficam monitorando todo o local.









A viagem até o arquipélago é feita de barco e é uma das viagens mais exaustivas que existe! Leva mais ou menos 2 dias inteiros. Imagine só você cruzando o Atlântico Sul, desafiando ondas gigantes, enjou do vai e vem do mar e outras coisitas da viagem. Realmente é um teste de paciência. Mas não se preocupe, não é todo mundo que pode ter acesso a esse paraíso, apenas pesquisadores de universidades públicas, órgãos de conservação ambiental, e a própria Marinha é quem  gozam desse privilégio natural. Então tire seu barquinho da água para ele não afundar.









Vegetação do arquipélago e Fauna




A vegetação de todo o arquipélago é predominantemente rasteira com poucos arbustos no topo onde são açoitados pela força do vento, quase não se vê árvores grandes na ilha. Já a fauna é formada apenas por caranguejos, aranhas endêmicas, alguns insetos  cascudos, e milhares de aves migratórias, que de tempos em tempos povoam toda a ilha.












Curiosidades do arquipélago.





No reinado de D. Manuel I de Portugal, a ilha de Martim Vaz foi descoberta em 1501 pelo navegador galego João da Nova. No ano seguinte, o navegador português Estêvão da Gama visitou a ilha vizinha e chamou-a Ilha da Trindade. As ilhas permaneceram na posse de Portugal até a independência do Brasil, altura em que passaram a ser brasileiras. Em 1890, o Reino Unido ocupou Trindade, mas os ingleses abandonaram as ilhas em 1896, depois de um acordo entre os dois países, que contou com mediação portuguesa.


O arquipélago é constituído por duas ilhas principais (Trindade e Martim Vaz), separadas por 48 quilômetros, que somam uma área total de 10,4 km². As ilhas são consideradas, pelos navegadores, como um imenso paredão no meio do Atlântico.






Gostou do artigo?
Compartilha.



Comentários